O inventor de palavras

 
Por vezes acusam-me de inventar palavras! Eu não concordo, inventar palavras era se eu chamasse yotantuia a uma televisão (inventei mesmo agora e espero que não exista em nenhum idioma!).
 
Mas vou passar de imediato à minha defesa:
 
Perante algo que não sei o nome ou não me lembro no momento, sou simplesmente criativo, ou seja, no lugar de dizer "o coiso", emprego uma palavra que pode até nem existir, mas tem lógica!

Exemplos:


Estão a ver aqueles apêndices nos lugares junto ao corredor onde os passageiros que viajam de pé se seguram?

Com que parte do corpo esses passageiros se seguram? Não é com as mãos? Então qual é o escândalo de eu lhes ter chamado "mãozota"?!



Outra:


Se aquilo que as goteiras deixam cair nas nossas cabeças são gotas e se estas são sinonimo de pingos, qual é o escândalo de lhe ter chamado "pingueira"?!

Não se percebe! (risos)

0 comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários serão publicados, excepto spam e/ou os que contenham linguagem inapropriada.

Laudas mais lidas nos últimos 7 dias